Motorhomes NETBR » Lei da Cadeirinha

Post com Tag 'Lei da Cadeirinha'

18/SET/10 - Cadeirinha vai se tornar obrigatória em van escolar

Pouco mais de duas semanas após a lei das cadeirinhas entrar em vigor, o presidente do Contran (Conselho Nacional de Trânsito), Alfredo Peres da Silva, disse à Folha que regulamentará também o transporte de crianças em veículos escolares.

Desde o dia 1º, motoristas de carros de passeio só podem transportar crianças com menos de sete anos e meio em equipamentos adequados à faixa etária. Silva também comentou polêmicas geradas pela obrigação do equipamento. - Clique e leia mais…

16/SET/10 - Bebê, em cadeirinha veicular, escapa ileso de acidente em Minas

Um bebê, que usava a cadeirinha obrigatória, saiu ileso de um acidente que aconteceu nesta quinta-feira (16) em Governador Valadares, no Vale do Rio Doce em Minas. Segundo os bombeiros ele não se machucou porque estava na cadeirinha.

De acordo com os bombeiros, a batida envolveu dois carros, com o impacto da batida um deles capotou. Além do bebê, outras duas pessoas estavam no veículo. Um senhor dirigia o outro carro. Ninguém ficou ferido no acidente. - Clique e leia mais…

10/SET/10 - Contran exclui carros antigos da lei da cadeirinha

O Contran (Conselho Nacional de Trânsito) decidiu alterar a lei da cadeirinha para carros que só possuem cintos de dois pontos (ou subabdominais) no banco traseiro. A justificativa é que não há, hoje, nenhum equipamento para retenção infantil adequado ao cinto de dois pontos, segundo o Inmetro.

Assim, os veículos que não possuem o cinto de três pontos no banco traseiro, obrigatório a partir de 1999, estarão excluídos das normas para a lei da cadeirinha e não serão multados. - Clique e leia mais…

09/SET/10 - Tire dúvidas sobre a lei da cadeirinha

Uma semana após entrar em vigor, a obrigatoriedade do uso de cadeirinha no transporte de crianças em carros de passeio ainda provoca dúvidas. Pais escreveram ao G1 para questionar como escolher o equipamento certo, em função das medidas da criança, e, sobretudo, sobre a alteração da norma para os carros antigos.

Na última segunda-feira (6), o Conselho Nacional de Trânsito (Contran) passou a considerar que carros que tenham somente cinto de segurança abdominal (de dois pontos) no banco de trás poderão transportar crianças de até 10 anos na frente, com a cadeirinha ou equipamento mais adequado à idade/altura, ou no banco de trás, sem assento de elevação, no caso das que tenham a partir de 4 anos. - Clique e leia mais…

08/SET/10 - Tudo sobre as cadeirinhas de carro para bebês e crianças

Cadeirinha de Bebê

Cadeirinha de Bebê

Olá pessoal,

Estavamos postando matérias sobre o uso das cadeirinhas de bebê para carros e achamos este excelente post do Blog  BebeBlogger.com.br

Sempre que a gente sai de carro, mamãe me coloca no bebê conforto, instalado no nosso carro. Sempre peço - chorando é claro - pra ir no colo, mas mamãe disse que não. É que se acontecer uma freada brusca, o corpo da mamãe acabaria esmagando o meu ao invés de me proteger.

A legislação do Contran determina que todas as crianças usem a cadeirinha até os 7 anos e meio, ou seja, recém-nascidos também estão incluídos. Seu filho deve sair da maternidade já bem amarradinho na cadeirinha.

Tem gente que diz que bebê não precisa, tem gente que diz que é lei e tem multa… Então pra acabar com as dúvidas de outros bebês, mães e pais sobre o uso da cadeirinha ai vão algumas dicas: - Clique e leia mais…

03/SET/10 - Lei da cadeirinha terá exceção para carros antigos

Lei da Cadeirinha

Lei da Cadeirinha

O Contran (Conselho Nacional de Trânsito) decidiu alterar a lei da cadeirinha para carros que só possuem cintos de dois pontos (ou subabdominais) no banco traseiro. A justificativa é que não há, hoje, nenhum equipamento para retenção infantil adequado ao cinto de dois pontos, segundo o Inmetro.

A mudança passa a valer hoje. Ela atende a orientação médica e a recomendação do Ministério Público Federal. A alteração vai diferenciar, pela primeira vez, os tipos de cinto de segurança.

Abrangerá usuários de veículos fabricados antes de 1998 e a maior parte da frota atual, que tem cinto abdominal no banco central traseiro —nesse último caso, afetará quem precisa transportar ao menos três crianças. - Clique e leia mais…

02/SET/10 - Contran vai alterar Lei das Cadeirinhas

Lei da Cadeirinha

Lei da Cadeirinha

Muita gente em dúvida, muita gente nas lojas querendo comprar os itens, muita gente deixando até de viajar no feriado de Sete de Setembro por causa da lei que obriga, desde a última quarta-feira, o transporte de crianças de até sete anos e meio em cadeirinhas e assentos de elevação.

Mas esta notícia pode ser boa para quem está quase com o pé na estrada: o repórter do Pioneiro Adriano Duarte apurou com a Polícia Rodoviária Federal (PRF) que crianças de quatro anos a sete anos e meio (18 quilos a 36 quilos) podem sim ficar no banco traseiro sem o assento de elevação. Nesse caso, não podem ser presas aos cintos de três pontos, mas ao cinto abdominal (que fica no meio). Então, não é preciso ter o assento. Agora, se o carro só tiver cintos de três pontos é obrigatório o uso do assento. Caso contrário, é multa, sete pontos da carteira e retenção do veículo. - Clique e leia mais…

01/SET/10 - Lei da cadeirinha para bebê no automóvel

Lei da cadeirinha para bebê no automóvel

Lei da cadeirinha para bebê no automóvel

De acordo com uma nova lei publicada pelo Conselho Nacional de Trânsito – Contran, a partir deste mês de setembro de 2010, crianças com até sete anos de idade só poderão ser transportadas em automóveis com assentos especiais. A lei exige que para crianças de até um ano seja utilizado o bebê conforto, para as que possuem de um a quatro anos a cadeirinha é recomendada e para as crianças de quatro a sete anos, é indicado o assento elevatório.

As novas especificações relacionadas ao transporte de crianças incluem ainda a necessidade de utilização do cinto de segurança só depois que as mesmas atingem um metro e quarenta de altura. Os pais que circularem sem seguir a nova lei serão multados e deverão pagar cerca de R$ 191,00 de multa, além de perder sete pontos na carteira e ter o veículo retido até que a situação esteja regularizada. No entanto, não devemos esquecer que tudo não passa de uma questão de segurança para sua familia. - Clique e leia mais…