Motorhomes NETBR » Blog Archive » 25/SET/10 - Turismo com seguran√ßa

25/SET/10 - Turismo com segurança

O segundo painel do Semin√°rio das Am√©ricas ‚Äď Gest√£o de Risco e Crises no Setor do Turismo deu continuidade √† discuss√£o sobre o planejamento, identifica√ß√£o e an√°lise de amea√ßas. Os participantes ressaltaram a import√Ęncia de um trabalho preventivo e da interlocu√ß√£o entre diferentes atores em situa√ß√Ķes de risco.

Miriam Medeiros, representante do Gabinete de Seguran√ßa Institucional da Presid√™ncia da Rep√ļblica, falou sobre o funcionamento da unidade, que faz um acompanhamento sistem√°tico e estrat√©gico de temas que significam risco potencial para o pa√≠s e seus cidad√£os. ‚ÄúFomos acionados 63 vezes desde a cria√ß√£o do gabinete, em 2003, em situa√ß√Ķes como o resgate de brasileiros no L√≠bano, a trag√©dia no Haiti e inc√™ndios em Roraima‚ÄĚ, diz.

Ela tamb√©m explicou que v√°rios minist√©rios possuem salas de situa√ß√£o que permitem a comunica√ß√£o em tempo real entre diferentes √≥rg√£os e institui√ß√Ķes, facilitando a prepara√ß√£o para eventuais casos de vulnerabilidade.

‚ÄúFazemos v√°rios simulados, esp√©cie de treinamento de situa√ß√Ķes de risco. Na √©poca da dissemina√ß√£o do H1N1, mont√°vamos uma situa√ß√£o em aeroportos, por exemplo, para ver como o local estava se preparando. √Č um trabalho muito importante de preven√ß√£o, que pode ser articulado tamb√©m com o Minist√©rio do Turismo visando nossa prepara√ß√£o para a Copa do Mundo 2014‚ÄĚ, afirmou Miriam.

O representante da Secretaria Nacional de Defesa Civil do Minist√©rio da Integra√ß√£o Nacional, Armin Brau, explicou como o √≥rg√£o trabalha os conceitos de preven√ß√£o, socorro e reconstru√ß√£o relativos a desastres naturais como secas, inunda√ß√Ķes, inc√™ndios. Ele defendeu o papel da administra√ß√£o destes desastres para que a gest√£o de riscos se torne cada vez menos freq√ľente.

‚ÄúExiste esse paralelo e por isso estamos investindo na preven√ß√£o, em estudos de caso e na administra√ß√£o de situa√ß√Ķes potenciais de crise. Agindo a partir desta estrutura, diminu√≠mos a necessidade de gest√£o sobre estes casos‚ÄĚ, afirmou.

Andr√© Lacerda, da Secretaria de Vigil√Ęncia em Sa√ļde do Minist√©rio da Sa√ļde, debateu o Regulamento Sanit√°rio Internacional, que coloca que nenhum pa√≠s pode ser considerado preparado para emerg√™ncias de forma isolada. Ele falou sobre o novo sistema de informa√ß√£o do Minist√©rio da Sa√ļde, que tem permitida a intera√ß√£o com secretarias de quase todos os estados e capitais do pa√≠s.

‚ÄúAt√© pouco tempo, a sa√ļde do viajante era um tema que n√£o recebia a aten√ß√£o devida. Isso mudou. Temos trabalhado notas t√©cnicas, protocolos, recomenda√ß√Ķes e guias de vacina√ß√£o. A Organiza√ß√£o Mundial de Sa√ļde nos convidou para participar de um programa de sa√ļde e seguran√ßa durante os Jogos de Inverno, em Vancouver, Canad√°, em 2010, e na √ļltima Copa do Mundo na √Āfrica do Sul. Foi um √≥timo interc√Ęmbio de experi√™ncias que vamos levar para os eventos esportivos que ser√£o sediados aqui no pa√≠s‚ÄĚ.

Fonte: MTur



Comente aqui