Motorhomes NETBR » Blog Archive » 22/JAN/10 – Campings favorecem as amizades

22/JAN/10 – Campings favorecem as amizades

Os campings são alternativas de menor custo e de contato mais próximo com a natureza. Mas não são só estes atrativos que levam muitas pessoas a preferirem um camping para passar as férias ou o verão (as que podem) na praia. As amizades, favorecidas pela proximidade das barracas ou trailers e a divisão de espaços comuns a todos os campistas, como banheiros, tanques, churrasqueiras e até cozinhas, entre outros, é um dos fatores mais destacados. Pelo menos na praia do Cassino. Até os dirigentes e donos destes espaços de lazer ressaltam este ponto positivo.

No Camping dos Ferroviários, que é aberto ao público em geral, por exemplo, o diretor do Sindicato dos Ferroviários de Santa Maria, Múcio Nunes, que nesta semana está dirigindo o camping no Cassino, e o zelador Eri Figueiredo, relatam que o local tem um público frequente, o qual “já estabeleceu amizade entre si”. E a maioria já procura este camping com a intenção de confraternizar, de curtir os amigos lá conquistados. “Além disso, esta alternativa de estadia é bem mais barata que hotel e casas para aluguel”, relatam.

Eni Luvielmo, 57 anos, do Rio Grande, foi para o Camping dos Ferroviários em dezembro com familiares e pretende ficar lá até março. Disse gostar de acampar devido ao contato com a natureza e as amizades. “Ficamos até 1h ou 2h da madrugada debaixo das árvores conversando. Se faz muita amizade aqui. Além disso, o camping é organizado e seguro”, observa. No Camping Madrid, a conquista de amigos também acontece. Venancio Ayres de Mesquita Neto, 16 anos, acadêmico de Direito, de Pelotas, que está acampado no local com seus pais, diz que, para ele, os atrativos são a natureza e as amizades que faz. “São quase sempre as mesmas pessoas que vêm para cá e depois, ao longo do ano, a gente segue se comunicando pela internet”, salientou o estudante que frequenta o camping há quatro anos.

Seu pai, o procurador de Justiça Venancio Ayres de Mesquita Filho, 71 anos, destacou esse fato, citando as amizades feitas pelo filho, o preço acessível da diária e o ambiente familiar, ordeiro, higienizado e seguro. O contato com a natureza também contribui para sua escolha pelo camping para passar o verão no Cassino. José Madrid, proprietário do camping, contou que tem uma freguesia que o acompanha há 10 anos. São moradores de Bagé, Pelotas, Jaguarão, Piratini, Livramento, Rivera e Uruguaiana, entre outros.

Madrid coloca à disposição da clientela uma cozinha de apoio, água tratada da Corsan, churrasqueiras, banheiros, estacionamento dentro do espaço do camping e aluga geladeiras completas. A diária em barraca custa R$ 6 por pessoa e, em trailers, R$ 8 por pessoa. O Camping dos Ferroviários, que nos finais de semana costuma lotar, assim como ocorreu no feriadão de Ano Novo, oferece água tratada da Corsan, churrasqueiras, banheiros e pessoal de segurança, entre outros itens. Neste, a diária em barraca é R$ 8 e, em trailers, R$ 35 para grupo de até quatro pessoas. Em torno de 60% das pessoas que acampam no local são de Pelotas, e o restante, de Santa Maria, Bagé, Piratini e outros municípios.

O balneário Cassino tem outros campings, como o do Leopoldo, o Beira-Mar, o do Sindicato dos Trabalhadores Rurais e os das Colônias de Férias dos Bancários, da Refinaria Riograndense e do Exército.

Carmem Ziebell
Jornal Agora



Comente aqui