Motorhomes NETBR » Blog Archive » 20/AGO/10 - Inhotim, MG - Um espaço que reserva muitas surpresas agradáveis

20/AGO/10 - Inhotim, MG - Um espaço que reserva muitas surpresas agradáveis

Vista do Espaço, Efeito de imagem Invertida - Foto: Eduardo Andreassi

Vista do Espaço, Efeito de imagem Invertida - Foto: Eduardo Andreassi

Você já se permitiu tentar se desligar do mundo materialista, da correria, dos horários a cumprir, das metas a serem alcançadas, de tudo que a vida urbana te cobra, te preocupa, te aborrece, e entrar em sintonia com você mesmo e com nossa Mãe Terra? Não conseguiu? Isso pode acontecer a qualquer momento. Basta se permitir. Com a mais absoluta convicção, dentro de minhas verdades, acredito que conseguirá recarregar suas energias.

Aprenda a estar em profunda Meditação. Sinta o local, o momento, o ambiente e se entregue de corpo e alma. Ou simplesmente silencie a mente e não pense. Apenas sinta.

Em meio há locais e dias muitas vezes conturbados, corridos, noticiários que transmitem informações trágicas e desumanas, ou outras tantas que não acrescentam em nada nosso crescimento, não conseguimos visualizar lugares que transmitem um pouco de paz e muitas vezes próximo de nós. Quando estamos de bem conosco mesmo, qualquer lugar é bom e nos dá prazer.

Nessa linha tênue, com olhar mais profundo, encontramos um lugar deslumbrante, moldado pela natureza, a disposição de todos os humanos; lugares esses que nos faz sentir paz interior, nos faz acreditar que o mundo nos oferece a tranqüilidade e nos resta observá-lo, apreciá-lo. Cito aqui um paraíso, refugio, que nos mostra que podemos nos fortalecer com que a natureza nos dá. Eis Inhotim, espaço localizado em Brumadinho, MG.

Inhotim. Sim, até eu demorei a associar o nome, mas quando cheguei lá, a sensação de paz absoluta toma conta de qualquer ser humano. E foi providencial: afinal, eu vinha das Cidades Históricas, onde o cenário era totalmente diferente.

E seria pretensão demais a minha tentar passar através do texto e das fotos, essas que procuro sempre dar qualidade e “vida”, as sensações e beleza que esse local proporciona..

E para os que chegam agora, convido-os a acompanhar algumas pequenas e importantes dicas na arte de fotografar. Clique aqui.

Inhotim é, sem dúvidas, um paraíso. A origem do nome, soa estranho, mas tem explicação plausível. A expressão Inho, que significava Senhor naquele tempo,com o nome do proprietário, Tim. Juntou os nomes que deu origem a Inhotim.

Trata-se de um Centro de Arte Contemporânea localizado em Brumadinho, cidade que fica a 60 km de Belo Horizonte, (aproximadamente 1h15 de viagem). O acesso pelo é km 640 da BR-381 – sentido BH-SP. O trecho é bem sinalizado, com placas indicativas do Centro de Arte.

Atrevo-me a dizer que só indo lá para compreender o significado do lugar.
Inhotim. Um parque, um museu a céu aberto, um conjunto de obras contemporâneas onde cada artista expressa seu talento , sua arte, associado a uma paisagem que transmite paz, relaxamento e contato com a natureza. Tudo isso na mais bela harmonia. Eu diria que é um Jardim Botânico com toques de artistas e suas expressões.

São 45 hectares de verde das mais variadas formas, onde podemos trabalhar nossas sensações . Misturam-se harmonicamente obras que expressam a genialidade dos artistas com meio ambiente e sua rica botânica. Tudo para aguçar nossos sentidos. Basta você relaxar, apreciar e se permitir. Inhotim é isso. O idealizador desse lugar se quis passar essa impressão, conseguiu!!!

Por mais que eu tente explicar o que seria Inhotim, não conseguiria. Um local único para passar horas ou o dia inteiro, sem compromissos de consumir nada e muito menos sem ninguém incomodando . Muitas pessoas, levam seus próprios lanches e ficam lá por horas a fio , sentindo e admirando cada obra, cada planta, cada ambiente. Talvez, pelas fotos, consiga mostrar um pouco desse lugar.

Grupos de alunos de escolas constantemente visitam o local. Um espaço aberto à todos, com o objetivo de mostrar e sensibilizar sobre a importância da biodiversidade para a sobrevivência humana.

Em Inhotim, o meio ambiente convive em interação com a arte, sendo o ponto de partida para o desenvolvimento de ações de caráter socioeducativo nas mais diversas áreas.
Para minha surpresa, ao chegar, me deparei com esse espaço lindo que proporcionou a mais absoluta paz. Consegui ficar horas por lá, seja tirando fotos, brincando com a máquina, deslumbrando as paisagens e sentindo sensações que nem palavras e fotos jamais irão reportar. Sensações de paz, de contato com a Mãe Terra, sons, tranqüilidade, relaxamento.

Almoçando por lá mesmo, uma excelente comida por sinal, descansei a sombra sob arvores majestosas e apreciei o lugar. A cada olhar, a cada respiração, minha inspiração aguçava-se ainda mais. Ao mesmo tempo, me senti tão “zen” que eu queria mesmo é ficar sentado e olhar cada pedacinho daquilo tudo.

Ambientes, contrastando com flora e lagos, além de retratar o que cada artista sentiu quando o criou, traziam percepções únicas. Audição, olfato, paladar, tato e visão, sem contar nosso sexto sentido, foram trabalhados. Creio que para isso acontecer,como já disse, basta um momento propício e você se permita.

Após andar por todo aquele complexo, senti um ar de cansaço. Mas não aquele cansaço que desgasta e que queremos ir logo para casa. Não! Aquele cansaço gostoso, onde ficou caracterizado que foi após uma vivência diferente, uma troca de energias. Foi o que eu senti.
Realmente me arrependi que não tirar os calçados e passear por lá com os pés na grama. A sensação seria plena!

O Parque Tropical possui áreas que seguiram conceitos sugeridos pelo paisagista Roberto Burle Marx. Lá se encontra uma das maiores coleções botânicas do mundo, com espécies tropicais raras e uma reserva florestal que faz parte do bioma da Mata Atlântica.

Tudo isso fornece de base para o desenvolvimento de pesquisa, inovação científica e educação. A partir do acervo artístico e botânico, existem ações de iniciativas nas áreas de pesquisa e educação.

Inclusão e Cidadania é um dos propósitos do local.
Inhotim acredita que seu papel na comunidade extrapola a esfera de agente cultural e que é necessário criar e potencializar estratégias de desenvolvimento local, preservação do patrimônio e do meio ambiente, geração de renda, turismo, educação, esporte, saúde e infra-estrutura de Brumadinho.

O papel da Diretoria de Inclusão e Cidadania é atuar como agente de integração entre o Instituto e a cidade, colaborando para a eficácia dos projetos em desenvolvimento e promover novas ações em parceria com o poder público e privado, ou com atuação independente.

Nesse sentido, a instituição participa ativamente da formulação de projetos para a melhoria da qualidade de vida na região
(fonte: Inhotim)

O parque promove atividades, como a Semana de Museus 2010, atividades educativas, Estação de trabalho, Visita Panorâmica especial, Palestras, Oficina de Minijardim, Mostra de Artesanato, Visita Temática especial e Ambiental, o III Encontro Nacional de Corais de Betim, e muitas outras. Basca acompanhar a Programação Cultural.

Para se ter uma vaga noção desse complexo e de sua proposta, grandes empresas trabalham em parceria com Inhotim. Recentemente o complexo recebeu seis mil alunos da rede pública de Betim ao longo do ano, em projeto patrocinado pela Fiat Automóveis.

O que mais me impressionou é que , vivenciando culturas diferentes, relacionando com humanos e seus egos, o empreendedor dessa obra não faz a mínima questão de aparecer ou expor seu nome. Em nenhum momento isso foi citado e o que se sabe é que segundo ela, Inhotim é de todos.
Na intenção de preservar esse espaço e você aproveitar o máximo a cada momento, eis aqui algumas regras do local:

• Não é permitido ao visitante entrar com animais domésticos em Inhotim.
• Procure não se aproximar das lagoas e dos animais.
• A alimentação dos animais do parque é balanceada e específica para cada espécie. Por isso não é permitido ao visitante alimentar os animais.
• Não é permitido o consumo de bebidas e alimentos fora das áreas destinadas para alimentação nem dentro das galerias.
• Não temos área para piquenique. Os lanches deverão ser consumidos no estacionamento ou recepção. Também é possível deixá-los no guarda-volume da entrada para serem consumidos posteriormente, fora do Instituto.
• É permitido tirar fotos e filmar apenas para uso particular e somente nas áreas externas. Não é permitido fotografar ou filmar dentro das galerias.
• Não está autorizado o toque nas obras. Quando for possível interagir com as mesmas, essa informação será dada pelos monitores, que orientarão o visitante sobre como fazê-lo sem riscos.
• Procure usar o telefone celular nas áreas externas. Evite usá-lo dentro das galerias.
• Flores e plantas fazem parte do acervo de Inhotim. Preserve-as.
• Temos lixeiras distribuídas ao longo de todo o parque. Inhotim faz coleta seletiva. Jogue lixo no lixo.
• A Recepção de Inhotim possui guarda-volumes onde bolsas e pertences podem ser deixados com segurança.
• Não é permitido a entrada de instrumentos musicais e brinquedos no parque

Para aqueles que desejarem uma leitura específica do assunto, indico Através: Inhotim Centro de Arte Contemporânea e Informativo Sala Verde.
Já reconhecido no mundo por sua beleza, esse espaço já foi destaque em mídias internacionais renomeadas como The New york Times, Vogue França e Ad Architectural Digest. (http://www.inhotim.org.br/uploads/File/imprensa/Clipping_Internacional.pdf)

Considerações Finais

Vivemos dias tumultuados e de correria. A falta de respeito ao próximo e com nosso planeta, gerou frutos amargos de desespero e desunião. Já nem cumprimentamos o outro ou perguntamos do fundo do coração se a pessoa está bem. Fazemos isso muitas vezes por fazer, por um simples costume.

Dias que vemos transformações drásticas no nosso planeta. Frutos de uma ganância e ignorancia do ser humano, que destroi o próprio local em que mora. Costume, hábito, falta de informações, cultura? Um pouco de tudo, acredito.

Um mundo em que somos obrigados a ficar cada vez mais trancados e calados, regido por leis e imposições de uma sociedade demagógica e ganânciosa.Muitas vezes até cruéis…

Costumes que há poucas décadas atrás decaindo em pró da saúde do ser humano, como o vício de fumar. Mas me pergunto: E beber, matar, destruir famílias e lares, pode? Sim, infelizmente a ignorância do Homem, que comprou a “idéia” de que beber, além de estar na moda, traz a integração dele mesmo com a sociedade, de modo mais fácil, acarreta em consequências desastrosas.

Nossas crianças são os adultos de amanhã. Aonde e como estão elas?
“Todo mundo ‘pensando’ em deixar um planeta melhor para nossos filhos… Quando é que ‘pensarão’ em deixar filhos melhores para o nosso planeta?” Reflita…

Que devemos interagir cada vez mais com a Mãe Terra em uma perfeita harmonia não tenho dúvidas. Inclusive, não só para buscar respostas e nos relacionar de modo mais tranqüilo. Mas a busca de nós mesmos.

E foi nesse lugar que, após uma exaustiva e gratificante viagem pelas Cidades Históricas, pude contemplar e sentir na pele, essa magnitude.

Seja percorrendo as estradas desse país, em lugares badalados ou mesmo em cidades tranquilas e sem atrações, no litoral, serras ou parques, é você o único elemento responsável por seu bem-estar.

E muitas vezes, esse seu bem-estar pode ser proporcionado diante de um ato de solidariedade, como ajudar os que necessitam, não esperando cheias, incêndios ou Natal.

Você fará a diferença sempre!!!

Publicado por Eduardo Andreassi



Comente aqui