Motorhomes NETBR » Blog Archive » 20/ABR/10 – As praias brasileiras exclusivas para quem gosta de ficar pelado sob o sol

20/ABR/10 – As praias brasileiras exclusivas para quem gosta de ficar pelado sob o sol


Tambaba é a mais famosa praia de nudismo do Brasil

Tambaba é a mais famosa praia de nudismo do Brasil

Famílias são bem vindas e muitas vezes homens desacompanhados estão vetados. Confira a lista das praias brasileiras onde a prática do naturalismo está garantida por lei:

Tambaba, PB

A mais famosa praia de nudismo do Brasil. Falésias multicoloridas e pedras negras protegem as areais brancas de intrusos indesejáveis. A natureza dos arredores é composta por resquícios de mata atlântica, flores e coqueiros. Aproveite as trilhas ecológicas da região para apreciar uma bela vista da praia no topo de uma das falésias. O mar é calmo e quente.

Praia do Pinho, SC
A Praia do Pinho é a primeira oficial de naturalismo do Brasil e considerada uma das mais belas do mundo para a prática. Águas claras e vegetação praticamente intocada tornam o lugar paradisíaco. A cerca de 80 km de Florianópolis, o local possui uma excelente estrutura de campings, pousadas, chalés e bares.

Abricó, RJ
Conhecida por Ipanema e Copacabana, o Rio de Janeiro tem Abricó como o seu representante para o nudismo. A praia fica dentro da reserva biológica do Parque de Grumari, garantindo a privacidade dos banhistas. A vegetação é típica do litoral carioca: montanhas verdes e densas.

Olho do Boi, RJ
No balneário de Búzios, o Olho do Boi tem somente 50 metros de extensão e nenhuma infraestrutura. Rodeado por mata virgem, a praia é banhada por águas extremamente calmas e limpas, mas esteja atendo ao fundo recheado de pedras. Para chegar, deve-se caminhar a partir da Praia Brava, em Cabo Frio.

Pedras Altas, SC
Pedras Altas está dividida em duas partes: uma para família e casais, e outra para solteiros. Há uma vasta flora de bromélias e mata densa, e animais como raposas e quatis. Uma boa pedida é aproveitar os riachos de água doce do local. Ônibus partem regularmente de Florianópolis.

Galheta, SC
Uma trilha de 300 metros a partir da Praia Mole leva até a Galheta. O local vem sendo frequentado por naturalistas desde a década de 70. Apesar de estar localizada entre duas das mais cheias praias da ilha de Florianópolis, Mole e Barra da Lagoa, Galheta segue selvagem com mar cristalino e boas ondas para o surfe. Não há qualquer infraestrutura turística de bares ou restaurantes.

Barra Seca, ES
A única do estado do Espírito Santo, Barra Seca, no município de Linhares, possui dois quilômetros todas dedicadas a quem quer estar em total sintonia com a natureza. Diferente das outras, a areia dessa praia é grossa e o mar bravo. Mas, a tranquilidade e privacidade estão garantidas. Para chegar é preciso atravessar o rio Ipiranga com uma balsa.

Massarandupió, BA
A mais recente praia da costa brasileira reservada para os naturalistas. O cenário lembra outras praias do Norte e Nordeste, com coqueiros, dunas, vento forte e mar limpo. Assim como na grande maioria, homem desacompanhado está proibido de frequentar Massarandupió. O acesso é feito pelo Km 88 da Linha Verde sentindo Salvador/Aracaju. Depois, são ainda mais 20 minutos de caminhada.

Correio Press



Comentaram por aqui...

  • Maria Filipa April 30th, 2010 em 12:42 pm

    Olá,
    Estava procurando uma praia e acabei achando o site de vocês que, por sinal, eu não conhecia. Muito legal, parabéns!
    Apesar da matéria ser interessante não é o meu estilo frequentar praia de nudismo. Tô fora!
    Acabei achando a praia de Jacumã, que eu procurava, num site muito legal também, o iTrip.
    http://www.itrip.com.br
    A praia de Jacumã também fica em conde, perto da praia de Tambaba que vocês colocaram na matéria.

  • Motorhomes NETBR April 30th, 2010 em 3:03 pm

    Oi Maria Filipa
    Que legal que gostou do site, e obrigado pela dica do iTrip – é mesmo um ótimo site!
    Bom, aproveito pra deixar também mais uma opção de consulta de hotéis e pousadas em Jacumã:
    http://www.jacuma.vou.la
    Abraços
    – Nos vemos na estrada!
    Marcelo Maestrelli

Comente aqui