Motorhomes NETBR » Blog Archive » 13/ABR/12 - O cenário exuberante da Chapada dos Guimarães

13/ABR/12 - O cenário exuberante da Chapada dos Guimarães

Cachoeira Véu de Noiva - Foto: Mário Cesar Mendonça Gomes/Flicker

Cachoeira Véu de Noiva - Foto: Mário Cesar Mendonça Gomes/Flicker

Situada no Estado do Mato Grosso, a Chapada dos Guimarães recebe este nome devido aos paredões que marcam as bordas do Planalto Central Brasileiro. O tom vermelho-alaranjado destas formações rochosas e as belezas naturais do local transformado em Parque Nacional em 1989 encantam os visitantes e fazem dele um destino completo para ecoturismo e turismo de aventura.

Dentre as atividades que podem ser praticadas no local estão trekking, rapel, flutuação e escalada. Tudo isso em um cenário perfeito que combina cerrado, cachoeiras e cânions, além de pinturas rupestres e formações rochosas que enchem os olhos dos apaixonados pela vida ao ar livre.

Cinco dos atrativos mais cobiçados da Chapadas dos Guimarães são: Mirante do Véu de Noiva, Circuito das Cachoeiras, Casa de Pedra, Morro de São Jerônimo e Vale do Rio Claro. No Véu de Noiva, uma trilha de 550m separa o turista de um visual deslumbrante. Após esta caminhada, lá de cima é possível curtir toda a força da cachoeira que recebe o mesmo nome do mirante.

Para visitar o Circuito das Cachoeiras e a Casa de Pedra do córrego Independência é preciso disposição. O passeio completo pode ter até seis horas de duração e as paradas para banho nas águas calmas das piscinas naturais são as responsáveis por revigorar o aventureiro. Já a Casa de Pedra é uma gruta com vestígios de inscrições rupestres.

Com 800 metros de altura, o Morro de São Jerônimo é um dos pontos mais altos do parque e um dos locais mais indicados para apreciação da fauna e flora locais, enquanto o Vale do Rio Claro é ideal para quem deseja aproveitar o momento na natureza dentro de um veículo 4×4.

Fora da reserva também há muitas belezas. Uma das mais encantadoras é a caverna Aroe Jari, uma gigantesca gruta de arenito com 1.500 metros de extensão e inscrições rupestres. Seu conjunto inclui ainda a Lagoa Azul, de águas transparentes e mergulho proibido.

Também merece destaque a Cidade de Pedra, emoldurada por rochas pontiagudas que remetem a castelos medievais. As formações espalham-se por cânions que chegam a 350 metros de altura em meio a escarpas frequentadas por belas araras-vermelhas.

Fonte: MTur



Comente aqui