Motorhomes NETBR » Blog Archive » 08/JUL/10 - Recife e Olinda ressurgem como excelência em Turismo Cultural

08/JUL/10 - Recife e Olinda ressurgem como excelência em Turismo Cultural

Oficina de Cerâmica Francisco Brennand - Foto: Divulgação

Oficina de Cerâmica Francisco Brennand - Foto: Divulgação

Um conjunto de ações exemplares desenvolvidas pelo poder público em parceria com a iniciativa privada fez reaquecer a atividade turística em Recife e Olinda após período de crise. O destino parece ter redescoberto sua vocação turística, que além da beleza das praias, reserva riqueza histórico-cultural inigualável agora devidamente explorada. A taxa de ocupação de hotéis passou de 30 para 80 por cento nos últimos anos.

Este case de sucesso no segmento de turismo cultural foi o foco de análise dos empresários que participaram da primeira etapa do programa “Benchmarking em Turismo 2010 - Vivências Brasil”, executado pela ABAV em parceria com o SEBRAE, EMBRATUR e Ministério do Turismo. Para entender as estratégias adotadas no reposicionamento do destino, os empresários de vários estados brasileiros fizeram visitas técnicas aos principais pontos turísticos das duas cidades e tiveram reuniões com lideranças do setor público e privado, no período de 28 de junho a 3 de julho.

De acordo com o diretor de Receptivo da ABAV Nacional que participou da viagem, Jean Paul Gonze, “Recife é um produto muito bom para ser explorado porque tem história, natureza e a 3º mais importante gastronomia do Brasil, segundo informações da ABRASEL”.

Para a representante do SEBRAE, Juliana Gregory, o que mais chamou a atenção foi a capacidade de trabalhar o destino de forma integrada. “Nós percebemos um envolvimento muito grande dos empresários em conjunto com o setor público e a comunidade na promoção segmentada do destino, ressaltando sempre o aspecto cultural”, disse.

Na opinião da representante do Ministério do Turismo, Rosiane Rockenback, é exemplar o trabalho de qualificação de guias, taxistas e profissionais que atuam nos pontos turísticos. “Eles estão muito conscientes da riqueza histórica do Estado e conseguem passar a informação com propriedade”, afirmou, lembrando que a retomada do turismo foi liderada pelos empresários do setor de cultura.

VISITAS TÉCNICAS
Os empresários fizeram visitas técnicas às principais atrações de Recife e Olinda, analisando e preenchendo relatórios sobre aspectos de responsabilidade social e ambiental, segurança, acesso, sinalização e promoção dos equipamentos visitados.

Na visita à oficina de cerâmica Francisco Brennand, que abriga cerca de 2 mil esculturas e pinturas de um dos mais conceituados artistas brasileiros da atualidade, os participantes se mostraram surpresos com a riqueza do acervo e o desprendimento do artista em transformar seu patrimônio familiar em atração turística internacional. O ateliê/oficina foi instalado onde funcionava, até 1945, uma fábrica de telhas e tijolos do pai do artista.

Da mesma forma, a Fundação Gilberto Freire fez da casa em que viveu um dos maiores sociólogos do Brasil, um espaço de visitação e reflexão. A família abriu mão da herança, transformando em instituição sem fins lucrativos o casarão do século XIX com seu interior repleto de imagens sacras católicas, peças de origem africana, azulejos portugueses e biblioteca com mais de 20 mil livros. “Como o espaço físico é limitado, para alcançar a sustentabilidade da instituição os administradores inovaram criando mais um turno de visitação e lançaram a “Noite de Assombrações”, onde são contados causos assombrados do Recife antigo, gerando novas receitas”, explica Anete Santos, consultora técnica do Benchmarking.

Também foram visitados a Sinagoga Dahal Zur Israel e o Instituto Ricardo Brennand, que abriga um museu de armas brancas, exposições de pinturas que retratam o período da presença holandesa no Recife, e contém o maior acervo do mundo do pintor Frans Post.

No setor de hotelaria os empresários conheceram a experiência do Hotel MarOlinda, em Recife, que investiu na tematização do hotel com exposição de obras de arte e pinturas para criar diferencial de negócio. Em Olinda, o objeto de análise foi a iniciativa do empresário Kleber Dantas, que inaugurou em 1996 a Pousada do Amparo, focada no turismo de charme e deu inicio a um ciclo virtuoso de revitalização e valorização de toda a rua, com abertura de novos negócios e atração de turistas.

Na área gastronômica, os restaurantes visitados foram Oficina do Sabor, Guaiamum Gigante, Ponte Nova, Bar da Geralda, Bodega de Véio, Bar Biruta e o Parraxaxá, um dos mais conhecidos do Recife em comida típica.

ESTRATÉGIAS DE PROMOÇÃO
Consenso entre os participantes da primeira etapa do programa “Benchmarking 2010 – Vivências Brasil” é que Recife e Olinda são fontes referenciais de projetos exemplares em turismo.

De acordo com representantes do setor público de Pernambuco, em esfera nacional, desde 2007 são realizados Workshops e rodadas de negócios em várias cidades do Brasil mostrando o que o Estado tem de melhor e treinando agentes e operadores para a venda do destino.

Pesquisas em aeroportos e nos postos de informação procuram identificar o perfil de turistas e segmentos mais procurados para focar as ações de marketing.

Foi criada legislação específica para garantir a preservação do patrimônio histórico-cultural de Recife e Olinda. No centro do Recife há uma lei que estimula a instalação de empreendimentos, através de abatimento de impostos para empresas que reformarem os espaços, preservando suas características.

Em Olinda, a lei do carnaval impede som mecânico e estilos musicais que não sejam típicos. Uma lei de uso misto dos imóveis estimula que, mesmo com a pressão econômica, os moradores continuem vivendo em suas casas e ao mesmo tempo abram algum tipo de negócio de forma a manter a região ativa durante o ano inteiro.

Um projeto chamado, “O Fuçador” promove concursos entre estudantes de turismo e administração de Recife para identificar pontos da cidade que tenham potencial turístico ou reestruturar os já existentes.

O programa “Taxista amigo do turista” fornece aulas de inglês e espanhol para taxistas que atuam nos aeroportos do Recife e distribui quinzenalmente folhetos e materiais audiovisuais sobre a cultura pernambucana.

Fonte: ABAV Nacional



Comente aqui